É por isto que ninguém está a ouvir a tua música.

Category : Opinião
É por isto que ninguém está a ouvir a tua música.

Se realmente queres a resposta, é porque ela não é boa o suficiente, se queres saber o por quê, então continua a ler.

Com o despontar da internet, a música tornou-se mais acessível do que nunca. Canções são teoricamente grátis, o streaming é ilimitado, a qualidade está melhor do que nunca e há uma quantidade infinita de música a qualquer altura para ser ouvida. Posso imediatamente ter uma lista de reprodução de 25 canções que eu nunca ouvi antes, numa questão de segundos online, na verdade o spotify faz isso todas semanas e é uma das minhas características favoritas.

Devido a isso, nós como ouvintes tornamos-nos muito mais exigentes com a nossa música.

Pensa nisto assim. Se fores um sem-abrigo, não tens dinheiro e não comes há quatro dias, provavelmente não vais recusar quando alguém te coloca à frente uma sande feita há mais de 3 dias. (E se fizeres isso, então mereces estar com fome) Mas se tu fores um milionário que vive em Nova York, as tuas possibilidades são infinitas. Podes comprar qualquer refeição a qualquer altura em qualquer restaurante à tua escolha. Não há nenhuma probabilidade de acordares um dia e ires procurar uma refeição no caixote do lixo.

Nós, ouvintes de música, estamos exactamente na mesma situação.

Podemos ouvir literalmente qualquer música, a qualquer momento em essencialmente qualquer dispositivo sem pagar absolutamente nada. Os ouvintes tornaram-se dessensibilizados à música. Nós não a apreciamos. Se não gostarmos dos primeiros 5 segundos de uma música, vamos ignorá-la. Devido ao excesso de exposição, a música não pode ser apenas “boa o suficiente”. Tem que ser next level. Ela tem que virar a cabeça de alguém, chamar a tua atenção, e depois fazer-te pedir mais. A música tem que ficar com o ouvinte para o resto do dia. Tem que tocar uma emoção ou sentimento ou pelo menos ficar presa na cabeça de alguém.

Tenho a certeza que deves estar a pensar que estou a dizer para desistires da música e para arranjares um emprego a sério.

Não estou. Em vez disso, vou dizer-te o completo oposto.

Usa tudo o que acabei de escrever a teu favor. Deixa-o alimentar a tua criatividade sabendo que qualquer pessoa, em qualquer lugar a qualquer momento poderá encontrar, ouvir e ser tocada pela tua música. Deixa que isso te leve a fazer músicas melhores. Canções que ficam com as pessoas, algo cativante que eles vão cantarolar para os próximos 3 dias, uma canção para alguém em necessidade, uma canção para ajudar numa situação ou tragédia. Leva em consideração que mais pessoas vão ouvir a tua música do que apenas tu mesmo. Gasta o teu tempo a descobrir o que as pessoas realmente querem ouvir.

Aprende a usar a internet a teu favor. Usa-a de forma a aprimorar o teu ofício e levar a tua música para um nível profissional. Um nível onde a tua música realmente vai começar a atrair as pessoas. Fala com as pessoas e descobre o que as faz passar uma música à frente. O que é realmente preciso para lhes agarrar a atenção? Qual é o último álbum que eles compraram e por quê? Aonde compraram? Aprende o que falta à tua música e melhora-a. É realmente apenas marketing simples, tens que entender os teus potenciais compradores antes de lhes poder vender qualquer coisa.

Dá um passo adiante e aprende um novo ofício. Talvez precisas entender marketing e distribuição, a fim de conseguires colocar a tua música diante das pessoas. Talvez um precises compreender vídeo para fazeres o clip que sempre quiseste. Aprende a comunicar, contar as histórias por trás das músicas, deixar as pessoas entrar na tua mente e compreender o processo de criação.

As possibilidades são infinitas. Não há realmente nenhuma desculpa para a mediocridade actualmente. Os ouvintes tornaram-se muito mimados para desperdiçar o tempo deles em algo que não os toca de uma maneira muito específica e tu como criador tens muitas ferramentas à tua disposição para não criar algo realmente excelente.

Texto traduzido de: joshbonanno.com

@